02 Mar 2019
Março 2, 2019

Primeiro o consumidor

0 Comment

Primeiro o Consumidor!

Antecedendo o Natal, uma brigada da ASAE suspendeu parcialmente um dos mais importantes matadouros de Trás-os-Montes. Manterá as linhas de abate de bovinos e de pequenos ruminantes encerradas até que reúnam as exigíveis condições higiénico-estruturais. Há 3 anos, a linha de abate de suínos tinha sofrido igual sorte. Este é um caso de estudo: não basta a pedagogia!
Existem equipas de inspetores sanitários oficiais nos matadouros, que asseguram a vigilância sobre a higiene do abate e demais normas aplicáveis. As deficientes condições do Matadouro do Cachão seriam, pois, do conhecimento do Estado. Contudo, também já foi notícia, em 2016, que a DGAV não tinha inspetores para afetar àquele matadouro, devido a baixas médicas dos seus veterinários. Algo vai mal no reino da segurança alimentar…
A Presidente da Câmara Municipal de Mirandela questionou a oportunidade da suspensão de atividade, face aos elevados constrangimentos que provocará nesta época natalícia, em que a procura sobe exponencialmente. É precisamente com aqueles que “procuram” (o consumidor final), que a ASAE se preocupa. O matadouro, deveria ter sido uma preocupação prévia da edilidade de Mirandela.

A crónica do Presidente da Direção Nacional da ASF-ASAE na edição do Correio da Manhã de 24/12/2018.

Bruno Figueiredo.